Sarau dos poetinhas

Há algum tempo, eu, o Cássio, o Dalmoro e mais alguns poucos, beeem poucos, nos encontramos – irregularmente – pra ler o que a gente escreve. Esses encontros parecem bobos, mas são fundamentais por 2 razões. Primeiro: é esse o jeito que temos de fortalecer a poesia em nossas vidas, de torná-la uma relação mais social, coletiva, pra sairmos do umbigo, pra impedir que ela só sobreviva nas frinchas, nas madrugadas, nos intervalos de qualquer coisa, nos feriados, nas nossas cabeças insanas… E segundo: ler teu poema, teu texto, pra outro te obriga a vê-lo com outros ouvidos! É impressionante como um poema muda depois que leio pro Cássio ou pro Dalmoro… consigo perceber com mais clareza onde está bobinho, onde funciona, e, às vezes, vamos até absorvendo o jeito de escrever um do outro. Isso é ótimo!

Com o tempo, esses encontros passaram a se chamar de “encontro dos poetinhas”, só pela falta de outro nome e, porque, quando me perguntavam onde ia, eu dizia, com a vergonha típica, ah, vou num encontro duns poetinhas… aí foi ficando.

No segundo semestre de 2009, nos animamos a dar um passo além e eu, o Cássio e mais o Paulo Vieira abraçamos, por conta, o lançamento de nossos livrinhos de poesia: diagramação, edição, revisão, arte, venda, divulgação, corres e etcs. Também organizamos, em setembro, um Sarau dos Poetinhas aberto no MIS onde os livros foram oficialmente “lançados” fora. Foi uma experiência um tanto quanto “estranha” (quem esteva lá sabe do que estou falando), mas, no geral, foi bonito, apareceram vários amig@s e muitos livros foram vendidos! Isso, de por pra fora, publicamente, uma coisa que passou tanto tempo gestando dentro de você não é fácil, mas é o que te permite olhar com distanciamento a “obra” e falar “putz” e aí sair escrevendo o próximo, pra superar o anterior. :)

Abaixo segue um videozinho que fiz desse sarau… como teve muita gente declamando, e eu não queria deixar o vídeo longo, coloquei apenas declamações de 3 poemas: um meu (declamado pelo arretado amigo Flávio), um do Cássio (declamado pelo Gera) e outro do Paulo (que eu declamo). Com mais tempo vou editando o resto. (Ah, os encontros dos poetinhas devem continuar este ano, quem quiser participar, entre em contato!)

Anúncios

~ por jeffvasques em 16/01/2010.

9 Respostas to “Sarau dos poetinhas”

  1. acho que o nome pode mudar de “poetinhas”, porque vc está longe de ser pequeno e a sua poesia também, e acho que já passou o motivo de vergonha, né?
    Ah, em relação ao livro, minha sempre mais sincera observação de que aquela letra é um convite para não ler o livro…
    Beijos Má

  2. Mairinha, to melhorando com a vergonha, mas confesso que no sarau tava quase me escondendo… ahahaha…. quanto a letra, vou consultar mais gente… eu gosto dela, mas tua colocacao incisiva tá me fazendo repensar a 2a edição (é, logo, logo, já vai ter 2a edição que tá acabando a 1a leva! :) Bejao, jeff

  3. ok, sou suspeito, mas reforço o comentário da Maíra. Muda a letra, com certeza!

  4. Querido, querido, uma delícia ver isso acontecendo (ando meio melancólica e saudosa desses movimentos)! Tenho certeza que foi muito mais bonita do que estranha…
    Olha só, vou fazer coro ao movimento pela mudança da letra. Eu tive que levar os óculos para a praia, porque sem eles nada feito!!!
    Beijos, Magróvis!

  5. ok, ok, a 2a edição terá a fonte repensada… eheheh. Valeu, gente! (só um detalhe: a dificuldade da leitura foi intencional, eu queria que a tensão do conteúdo acompanhasse a dificuldade de leitura… a primeira fonte que escolhi era de criança de 5 anos, mais difícil ainda… mas, ok, afinal, eu quero ser lido :)

  6. bixo. eu e o pessoal do fremito estamos ansiosos por mais um sarau. campinas é uma cidade meio parada pra quem não se contenta com barizinho e shopping center… daí, uma espontanea manifestação da arte feita por não-celebridades (rs), é um doce refinado na boca da galera que curte e faz. podia ser algo periodico, eu ficaria feliz. de qualquer forma, parabens pelo blog (ainda não tive calma pra ler), e continue apontando pro sonho, pq ele é capaz de morrer sem quem o evoque. abraço e força.

  7. E quando tem mais desse doce refinado???
    Estou chegando neste blog agora e adorei!!!

  8. Sônia, talvez agora em setembro role um sarau na casa do lago da unicamp… te aviso se for rolar mesmo! beijos, jeff

  9. ok, não esqueça,
    abs,
    sonia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: