À deriva (7a versão e última!)

I.
as bocas
se engolem
sem fôlego
aos goles

se respiram
no oco
afogar
das fomes

II.
nas peles
se agarram
se arranham,
se mordem

buscam no outro
– um sim?
um sopro? –
o que os salvem.

III.
as línguas
se torcem
num gemido,
último,

e os corpos
transbordam,
lentamente,
afundam.

IV.
passada
a ressaca

nas manhãs
nos mares

boiarão
sós

as carnes

Anúncios

~ por jeffvasques em 20/01/2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: