Quem cala morre contigo, Quem grita vive contigo

Cheguei do curso intensivo sobre a história do movimento operário. Foram 6 dias em sampa, num convento, sob a condução do Scapi, figura fantástica, operário da antiga oposição sindical e que, agora, se dedica a educar a classe, refletindo sobre a história dos trabalhadores. Repassamos a história do Brasil pelo olhar das lutas dos operários, suas diferentes táticas em diferentes períodos. Foram dias de muita emoção pra mim, pois Scapi é portador de inúmeras estórias desses lutadores anônimos que fazem a nossa história, que dedicam sua vida ao prazer de sermos juntos, todos, um dia. Scapi faz da educação uma arte, educa encenando, criando e narrando estórias… assim nos envolve e desafia nossa compreensão do passado e do presente. Passei o curso emocionado, pois em cada história revivia a luta e os medos e as dores e as alegrias dessas épocas. Calar, apagar da memória tudo isso, é morrer junto com ela. Tão importante é lembrar, é saber do que houve, do que há! Anotei desenfreadamente em meu caderno, enquanto o Scapi falava, umas 30 idéias de poesia, ou primeiros versos de poesia… e não tinha trabalho pra fazer isso, pois as poesias já saíam prontas da boca do Scapi. E acredito, também, que não era o Scapi o grande poeta ali, mas que a própria história de luta dos trabalhadores é prenhe disso, de uma beleza forte, crua, inesperada… Vou tentar desenvolver essas poesias e vou colocando por aqui.

Por agora, deixo pra vocês uma descoberta que fiz: a canção “Menino” de Milton Nascimento foi escrita em homenagem ao estudante Edson Luís assassinado no dia 28 de março de 68 num confronto com a Polícia Militar no restaurante Calabouço. Vivíamos o auge da ditadura. No dia de seu enterro, os cinemas da Cinelândia indicavam em seus cartazes os seguintes filmes: “A noite dos Generais”, “À queima-roupa” e “Coração de Luto”. Na saída da missa de sétimo dia, a multidão foi agredida pela cavalaria com golpes de sabre. O assassinato de Edson Luís gerou a passeata dos cem mil, no dia 4 de abril, com a adesão de inúmeros artistas e intelectuais.

Segue abaixo, então, um lindo vídeo da Elis Regina interpretando “Menino” em memória de Edson e de tantos outros Edsons que viveram essa época. A canção foi escrita em 68 mas só gravada em 76. Milton ficou receoso de que achassem que se aproveitava do acontecido pra lançar a música. A letra, forte, segue abaixo.

P.S.: Achei no youtube um vídeo escroto do Ferreira Gullar fazendo uma análise da passeata dos 100 mil e da ação dos grupos armados. Cada vez mais lastimável ouvir as baboseiras reacionárias do Gullar, esse poeta que tanto gosto, que atualizou fantasticamente a poesia brasileira… Gullar compara esses grupos à crianças… Posso discordar da opção pela luta armada naquele momento, mas ridicularizá-los com argumentos baixíssimos é reforçar o senso comum. A direita agradece Ferreira Gullar, que já virou suco há algum tempo… (nem vou por o link desse vídeo!)

Menino (Milton Nascimento e Ronaldo Bastos)

“Quem cala sobre teu corpo
Consente na tua morte
Talhada a ferro e fogo
Nas profundezas do corte
Que a bala riscou no peito
Quem cala morre contigo
Mais morto que estás agora
Relógio no chão da praça
Batendo, avisando a hora
Que a raiva traçou no tempo.
No incêndio refletindo
O brilho do teu cabelo
Quem grita vive contigo…”

Anúncios

~ por jeffvasques em 01/02/2010.

Uma resposta to “Quem cala morre contigo, Quem grita vive contigo”

  1. Jeff,
    reviva essa pulsação diariamente, essa energia que recarregou! Conhecer o passado é pra seguir em frente. Bom demais! Já tinha ouvido a Elis cantando essa música mas não tinha me atentado pra letra linda do Milton, pronfunda também por que é real. É muito bonito compartilhar isso nem que seja assim, lendo e escrevendo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: