do armor


armar o amor
até os dentes

farpar os peitos
de alarmas e sirenes

entricheirar-se
na vala comum dos medos

e espreitar em silêncio
que o desejo
(essa bomba de tempo)
te atire
– de novo –
na linha de fogo:

frente a frente
você e o outro

uma rosa na mão
uma granada no peito
e fôlego
(muito fôlego)

amar é
olho no olho
dente por dente
os evangelhos
– você sabe –
mentem:
arames ao próximo
como a ti
sempre

Anúncios

~ por jeffvasques em 08/06/2010.

5 Respostas to “do armor”

  1. Lindo Jaff… Adorei.

  2. Valeu, Mari! Leitora constante! :) bejin, jeff

  3. amar dói…
    dói poque é bom +, não?
    sabe, quanto mais alto mais dura é a queda.

  4. Deveria chamar Revoucionarios tb amam! rs..
    Essa tem que ser a trincheira da revolucão, a primeira batalha para a construcão do novo mundo, como é um novo amor na vida de alguém ou como deveria ser…

    Muito lindo, Jeffito.
    Gostei demais.

    bjins
    Ana

  5. Valeu, aninha! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: