dedo médio na Mostra Luta


A Mostra Luta cumpriu mais uma vez o papel de me injetar muita energia e força pra luta, me reafirmou a importância da cultura, da formação e da comunicação especialmente na conjuntura que vivemos no Brasil de fragmentação e apatia. O sarau de encerramento foi muito forte pra mim… ainda processando tudo que está girando dentro do peito. Novos contatos feitos, com poetas e lutadores. Abaixo, o ótimo poema do beatnik Ferlinghetti lido pelo amigo e poeta Cássio durante o sarau!

SAUDAÇÃO (Lawrence Ferlinghetti)

A cada animal que abate ou come sua própria
espécie
E cada caçador com rifles montados em
camionetas
E cada miliciano ou atirador particular
com mira telescópica
E cada capataz sulista de botas com seus cães
& espingardas de cano serrado
E cada policial guardião da paz com seus cães
treinados para rastrear & matar
E cada tira à paisana ou agente secreto
com seu coldre oculto cheio de morte
E cada funcionário público que dispara contra o
público ou que alveja-para-matar
criminosos em fuga
E cada Guardia Civil em qualquer pais que
guarda os civis com algemas & carabinas
E cada guarda-fronteiras em tanto faz qual
posto da barreira em tanto faz qual lado de
qual Muro de Berlim cortina de Bambu ou
de Tortilha
E cada soldado de elite patrulheiro rodoviário
em calças de equitação sob medida &
capacete protetor de plástico &
revólver em coldre ornado de prata
E cada radiopatrulha com armas antimotim &
sirenes e cada tanque antimotim com
cassetetes & gás lacrimogênio
E cada piloto de avião com foguetes & napalm
sob as asas
E cada capelão que abençoa bombardeiros que
decolam
E qualquer Departamento de Estado de qualquer
superestado que vende armas aos dois lados
E cada Nacionalista em tanto faz que Nação em
tanto faz qual mundo Preto Pardo ou Branco
que mata por sua Nação
E cada profeta com arma de fogo ou branca e
quem quer que reforce as luzes do espírito
à força ou reforce o poder de qualquer
estado com mais Poder
E a qualquer um e a todos que matam & matam & matam & matam pela Paz
Eu ergo meu dedo médio na única saudação apropriada

Prisão de Santa Rita, 1968

Anúncios

~ por jeffvasques em 26/10/2010.

2 Respostas to “dedo médio na Mostra Luta”

  1. Parabéns Jeff

    sei que teve muito ralo seu nesta mostra

    admirável

  2. leitura concretista:

    hey motherfuckers: _|_

    maravilhoso este poema.

    lamento muito não poder ter comparecido em nenhum dia da mostra. espero que tenha outra logo. lamento tbm não estar hoje na abertura da mostracurta (GRGRGRGGRGRG)!

    demais, poesia e amor. e dedo médio a esse povo fela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: