Aborto


Abaixo um poema muito bom sobre aborto e o direito da mulher sobre seu corpo da Nancy Cardoso Pereira que achei no Passa-Palavra.

Me ensinaram a sentar sempre de perna fechada
etiqueta, selo, lacre
vão das pernas que nunca foi meu.
Me ensinaram a abri-las para um homem
aliança, cartório, meu bem!
Arrendada pra procriação.

Me ensinaram a ficar sempre de boca fechada
falar baixo, com jeito, graciosa
virgindade nas cordas vocais.
Estupro, abuso, abandono
balbucio monólogo aflito
grávida de não saber dizer não!

Kairós! Abro as pernas,
a grande boca de pequenos lábios,
e aborto por decisão.
Reassumo o vão entre as pernas
reforma agrária do meu próprio chão.
Gravidez? Só em estado de graça…
nunca mais filhos de aflição.
Mais que as pernas… quero abrir minha boca
Estrear minhas cordas vocais:
Eis o tempo de salvação!

Nancy Cardoso Pereira – do livro “Amantíssima e só”

Anúncios

~ por jeffvasques em 23/11/2010.

7 Respostas to “Aborto”

  1. nunca esta reforma agrária é assassinato ? tenho minhas dúvidas

    • um video pra ajudar a refletir: http://vimeo.com/5994353

      (lembrando que no mundo, são 70mil mortes, ou assassinatos indiretos, de mulheres que abortam clandestinamente)

      • assisti o vídeo
        qdo disse assassinato, não quis dizer pra criminalizar, sou a favor da descriminalização… como o video bem mostra e concordo com ele. Quis falar da moral. Ou pela filosfia do mal menor… tudo é permitido ? Eu acho pavoroso matar crianças tanto quanto matar mães em clínicas clandestinas.

  2. O Aborto já é legalizado no Brasil, só que é condicionado à algumas situações. Assim como a abolição da escravatura começou aos poucos, a legalização total do aborto tb é questão de tempo, e de bom senso da população.
    Um feto não é uma criança, um feto não consegue respirar pois seu pulmão é imaturo, não conseguiria fazer nada longe do cordão umbilical… o feto é muito mais a própria mãe do que um ser individual e consciente… e uma mulher tem o direito de fazer o que quiser com seu próprio corpo, o que inclue a sua placenta, o seu cordão umbilical e o seu feto.
    A religião faz um grande mal às mulheres quando influencia a política e impede a legalização do aborto. De forma indecente mata milhares de mulheres com sua hipocrisia de querer “salvar criancinhas”… em nome de dogmas absurdos, não formulados nem por cristo e nem pelos hebreus antigos, mas sim por algum concilio qualquer perdido na história tenebrosa da idade média!

  3. Acabei de comer um lanche com uma amiga cuja a mãe foi convencida pelo médico a não abortar…
    É Rodrigo, concordo contigo… religião é uma merda… acho que deveria ser descriminalizado mesmo… mas apartir dos 6 meses ou um pouco menos, sua tese não se aplica… vide prematuros que sobrevivem… e antes disso, eu não sei, você não sabe…
    Mas hoje foi bom lanchar com minha amiga…

  4. A definição de aborto se aplica para fetos com idade gestacional (IG) menor que 22 semanas… minha tese se aplica ao aborto sim, plenamente. Parto prematuro não é aborto, por isso Henderson, é melhor vc formular melhor seus argumentos.
    Fetos acima de 22 semana apenas sobrevivem devido a aplicação de corticóide na mãe, o que acelera a maturação pulmonar…. mas essa medicação não teve efeito para IG abaixo de 22 semanas… quando alguma medicação conseguir essa maturação mais cedo, o conceito de aborto será modificado para IGs menores.
    Agora, apelar para sentimentalismo de amigo que não foi abortada é demais… se Hitler tivesse sido abortado 6 milhões de judeus não teriam sido mortos então! Não dá pra argumentar citando realidades paralelas… isso é muito apelativo.

  5. sim. Um belo poema. E forte identificação… ” quero abrir minha boca”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: