As promessas (Roque Dalton)


Tu serás a última mulher da minha vida
Oh Rosei Marie “blanche colombienne” lábios de flor recém colhida

Teus olhos profundos alcançam – e preenchem de luz –
os anos que me restam para adivinhar o dia de minha morte.

(As melhores promessas são as que – ditas ardentemente –
se violam logo com grande dor
debaixo da sombra de todos os remorsos).

Tu serás a última mulher da minha vida
oh pequena Cristina…

Anúncios

~ por jeffvasques em 02/11/2011.

2 Respostas to “As promessas (Roque Dalton)”

  1. e acho que poetas nem têem remorsos…
    sonia

  2. Sou poeta, ou pelo menos acho que sou. Meus remorsos estão no papel… Isso não significa que eu não os tenha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: