Da poesia


Tentando retomar alguma regularidade na escrita… ainda engasgando, mas saindo…

Da poesia

sempre
que te
encontro

– no ônibus
na esquina
na escada rolante
do Magazine Luiza –

perco
a fala

esqueço
nomes
números
datas

e a hora exata no meridiano de greenwich

(poxa, meu, queria dizer tanta coisa tipo sei lá tudo isso que rola essa história louca mas…)


depois

que passas

recobro
fôlego
calma

e reúno

neste
consolo

as
– já inúteis –
palavras.

Anúncios

~ por jeffvasques em 20/04/2012.

Uma resposta to “Da poesia”

  1. ê coisa pra perder…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: