Em tempos difíceis


“Em tempos difíceis” – Herberto Padilla (Cuba)

À aquele homem lhe pediram seu tempo
para que o juntasse ao tempo da História.
Lhe pediram as mãos,
porque para uma época difícil
nada há melhor que um par de boas mãos.
Lhe pediram os olhos
que alguma vez tiveram lágrimas
para que não contemplasse o lado claro
(especialmente o lado claro da vida)
porque para o horror basta um olho de assombro.
Lhe pediram seus lábios
ressecados e rachados para afirmar,
para erigir, com cada afirmação, um sonho
(o-alto-sonho);
lhe pediram as pernas,
duras e nodosas,
(suas velhas pernas andarilhas)
porque em tempos difíceis
há algo melhor que um par de pernas
para a construção ou para a trincheira?
Lhe pediram o bosque que nutriu desde menino,
com sua árvore obediente.
Lhe pediram o peito, o coração, os ombros.
Lhe disseram
que isso era estritamente necessário.
Lhe explicaram depois
que toda esta doação resultaría inútil
sem entregar a língua,
porque em tempos difíceis
nada é tão útil para cortar o ódio e a mentira.
E finalmente lhe rogaram
que, por favor, começasse a andar,
porque em tempos difíceis
esta é, sem dúvida, a prova decisiva.

Anúncios

~ por jeffvasques em 27/11/2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: