Balada do soldado e do policial


ap_occupy_police_jef_111117_wg

Diante da violência da polícia nos atos mundiais e também aqui, no Brasil, na luta pela redução do preço da passagem do ônibus, vale lembrar deste poema de Guillén, musicado por Adolfo Celdrán:

BALADA DO POLICIAL E DO SOLDADO

(Nicolás Guillén, Cuba, 1902-1989)

Soldado de traje amarelo,
policial de azul cáqui;
mão cega, surdo brilho:
pau e fuzil.

Sobre as ruas desnudas,
fosca noite sem astros
envolve duas sombras rudes
de olhos ferozes.

O fuzil, aço mal,
grita, se a luz lhe dá;
sobre as pedras, o pau
grunhe: tra, tra!

(O soldado foi torneiro;
o policial, sapateiro.)

Ah, soldado, meu soldado,
como podes escapar?
Os torneiros que te buscam
pronto te vão a encontrar!
Policial,
onde fostes parar?
Os sapateiros perguntam
por teu feroz avental!

Passos na rua escura
onde a dupla está.
Grita o fuzil com voz dura:
– Alto! Quem vem lá?
– Vai um torneiro,
que anda atrás de seu companheiro;
venho porque quero te falar…
-Não é torneiro, que é soldado
grita o fuzil sem compaixão,
e depois cospe irado:
– Vá p’atrás!

Passos na rua escura
onde a dupla está.
Grita o pau com voz dura:
– Alto! Quem vem lá?
– Sapateiro,
aqui está teu companheiro;
venho, porque quero te falar…
Mas o pau grita feroz:
– Tome! Tome! Tome e tome!
Avise se quiser mais;
tombe por aí e não incomode.
– Vá p’atrás!

Silêncio. Mas depois
da noite desce um canto
como uma lua de fel:
“Torneiros, muito cuidado,
que agora é soldado o torneiro;
soldado de corpo inteiro
e vão vendados os olhos.
Sapateiro, policial,
veja que já se faz dia
e estás de uniforme novo!”

(Tadução de Jeff Vasques)

Anúncios

~ por jeffvasques em 12/06/2013.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: