Manifesto sem poesia


MANIFESTO SEM POESIA
(Jeff Vasques)

O amor
quando nasce
nos peitos

tem a força
revolucionária
do capitalismo
em seu surgimento:

amplia nossas forças produtivas
rompe nosso isolamento
nos conecta como seres
coletivos.

Mas,
em seu desenvolvimento,
o amor,
– assim como o capitalismo –
se cristaliza em suas relações
de privada propriedade…

e de propulsor se torna entrave
ao livre fluir das energias
afetivas-sociais-íntimas:
os choques e crises
se tornam inevitáveis
à medida que tendencialmente
decresce
sua taxa de liberdade
e vida.

O amor
– como o conhecemos hoje –
é esse capital sanguíneo
em nossos corações
que pulsa pulsa
– a cada diástole e sístole –
sua frenética liberdade
de oferta e procura
oferta e procura
oferta e procura

(desde que
reclusa
ao cerco da propriedade
quando efetivamente
se consuma)

O amor
– como o conhecemos hoje –
é a propaganda e o marketing
é o monopólio da beleza
é o império da fuga
é a esperança infinita num consórcio mítico
a mercadoria que mais vende
– e seu procon psicanalítico –
é o groupon orgiástico
é o juros afetivo
é o investimento de longo prazo
ou de risco
é o mercado de indivíduos isolados
procurando
– desesperados –
sentidos.

E, sim,
o amor quando nasce
nos peitos nas bocas
nos olhares
tem essa potência
cheia de novos sentidos.

Mas, não,
não em seu desenvolvimento,
quando se faz
privada mônada de fechamento,
sofrimento,
terror.

Partidos
corações
corporações
partidos
trabalhadores de todo o mundo

não uni-vos

em tão restrito
matrimônio
de medo e
dor

é preciso superar
a propriedade privada
dos meios
de produção
da vida

é preciso superar
o amor.

Anúncios

~ por jeffvasques em 29/05/2014.

2 Respostas to “Manifesto sem poesia”

  1. porra… e ainda diz que é sem poesia!
    chega de vinicius de morais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: